Siga-nos

Perfil

Expresso

Regiões

Receitas de Penamacor dão sabor a um livro

Fruto de recolha realizada durante mais de meio ano na zona da raia, acaba de ser publicdo o livro “Cozinhados Lembrados- Tradições Gastronómicas da Beira Baixa”, que reune, em mais de 300 páginas a cores, muitas histórias sobre a gastronomia e tradições locais.

A partir de agora, qualquer pessoa pode experimentar na sua cozinha as receitas tradicionais do concelho de Penamacor, pois as publicadas recentemente em livro dão para preparar mais de uma centena de pratos.

A edição é da Adraces (Associação para o Desenvolvimento da Raia Centro Sul), que ao longo de sete meses recolheu a gastronomia do concelho raiano, realizando para tal cerca de 40 entrevistas a mulheres das doze freguesias de Penamacor.

Cesarina Cavalheira, de 73 anos, foi uma das fontes do arroz doce, outrora obrigatório em casamentos. Os convidados tinham o costume de dar arroz e outros ingredientes aos noivos. Como forma de agradecimento era feito o arroz doce na véspera do casamento, que depois “íamos levar de casa em casa”, relata esta habitante de Meimoa.

Em Pedrógão de S. Pedro, outra freguesia do concelho de Penamacor, os casamentos tinham outra característica. Ilda da Conceição Guedelha conta que “como as pessoas eram pobres, convidavam os pastores a darem-lhe a badana (carne de ovelha) mais velha que tivessem”. Com essa carne se preparava o ensopado, para servir aos convidados da boda.

Para António Realinho, este “é mais um passo na estratégia de apoiar as comunidades locais e o desenvolvimento local, com trabalhos muito virados para as pessoas e a cultura popular”. E o director da Adraces deixa uma dica aos restaurantes do concelho, dizendo que este “é um livro que pode dar um bom contributo para o turismo local”.