Siga-nos

Perfil

Expresso

Regiões

Junta de Santa Maria rentabiliza nogueiras e oliveiras

Árvores do jardim envolvente do castelo são uma boa fonte de receita para a Junta de Freguesia de Santa Maria (Bragança)

As receitas da apanha das nozes e azeitona, nas árvores da zona envolvente do castelo de Santa Maria (Bragança), vão ser aplicadas pela Junta de Freguesia na promoção de actividades culturais e em melhoramentos naquele espaço carregado de história.

Segundo o presidente da Junta, Jorge Novo, como não apareceu nenhuma proposta para a primeira apanha das nozes, a opareção será da responsabilidade da própria autarquia. Deste modo, rentabiliza-se a produção das nogueiras, tal como já se fazia com a azeitona. E evitam-se actos de vandalismo contra aquelas árvores.

Em causa estão umas 10 nogueiras, algumas centenárias, que se encontram espalhadas à volta do Castelo e mantêm a tradição vivida pelos sargentos que, antigamente, cultivavam os quintais à volta das muralhas da fortificação.

No que toca às oliveiras, a apanha tem sido entregue a particulares, visto que a autarquia não tem capacidade para transformar a azeitona em azeite.

Este ano, o concurso para a colheita da azeitona vai ser lançado no final do mês, altura em que a JFSM vai entregar a produção de dezenas de oliveiras a quem oferecer a melhor proposta. “Ainda é uma quantidade significativa. No ano passado, foram apanhados cerca de 70 sacos de azeitona”, realçou o presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria.