Siga-nos

Perfil

Expresso

Regiões

Filha e genro empurram idosa para a mendicidade

Suspeitos incorrem em crime de maus tratos ou exploração de pessoa incapaz.

O caso assume contornos de que não há memória na Polícia de Segurança Públicade Leiria: uma mulher, de 71 anos, residente na Rua Paulo VI, era obrigada a mendigar pela própria filha e genro, ambos desempregados e com cinco filhos a seu cargo.

A denúncia anónima chegou às autoridades na manhã de quarta-feira, dia 23, dia 23: «uma idosa, bastante debilitada, estava junto à Igreja Paroquial dos Parceiros, após ser ali deixada por um casal», revelou fonte da PSP. Estaria a pedir dinheiro e comida não para si, mas para os familiares, acto que já se repetira naquele e noutros locais.

Transportada para as instalações da PSP (o seu estado era de tal modo débil que teve de ser levada ao colo), a idosa, que tinha na sua posse um saco com vários géneros alimentícios e cerca de €15 em dinheiro, foi primeiro alimentada. «Só depois de alguma insistência, acabou por revelar o nome e a morada, pedindo de seguida, a chorar, para ser levada para um lar», diz a mesma fonte.

Após verificarem que a senhora tinha  ferimentos, agentes da PSP acabaram por pedir a presença de uma ambulância para  a transportar ao Hospital de Santo André, onde ficou internada uma noite. No dia seguinte, e já depois de a Segurança Social ter sido solicitada a intervir, terá recusado a oferta de técnicas daquela instituição que lhe propuseram  ir para um lar, pelo que regressou a casa da filha.

A idosa está agora a ser acompanhada pelo  programa «Apoio 65 - Idosos em Segurança» da PSP. O inquérito segue, entretanto, para o Ministério Público.