Siga-nos

Perfil

Expresso

Regiões

Figueira da Foz melhora parque de campismo

O Parque Municipal de Campismo iniciou a época balnear com mais segurança e novos equipamentos.

Em Março último, a Defesa do Consumidor (DECO) recomendou o encerramento de cinco parques de campismo, em todo o país, para obras. O Parque Municipal de Campismo da Figueira da Foz fazia parte da «lista negra» da associação, que alegava «falhas de segurança graves». Na meia dezena de casos referenciados, a DECO deu nota má ou medíocre. A avaliação baseou-se na capacidade de evacuação, segurança contra incêndios, risco de ferimentos, proximidade de estradas, linhas de alta tensão, por exemplo. Na altura, recorde-se, a administração do parque da Figueira afiançava que o plano de segurança havia sido aprovado pela Protecção Civil. Entretanto, foram realizadas obras, incluindo na área da segurança. Nomeadamente, foi criado mais um posto de combate a incêndios e um posto de emergência com extintor, os extintores existentes foram recarregados e dois seguranças percorrem o recinto em bicicleta. O parque passa a contar ainda com um cofre para objectos de valor.

Posto médico já abriu

A intervenção também contemplou a construção de um posto médico de primeiros-socorros, que entrou em funcionamento no passado dia 1 de Junho. Assim como a instalação de dois sectores de electricidade na zona dos clientes anuais. E na parte exterior, procederam-se a alterações no parque de estacionamento. Que ficou mais ordenado e eliminou a possibilidade de obstrução da via pública de acesso. Bruno Reis, da administração, esclarece que as obras já estavam previstas e que se destinam a melhorar a qualidade do equipamentos e aumentar os serviços prestados aos clientes. O Parque Municipal de Campismo foi concessionado à Vendárea de António Calvete, há cerca de três anos. Encontra-se aberto todo o ano e tem capacidade para 2.500 pessoas.