Siga-nos

Perfil

Expresso

Regiões

Escola superior de turismo em Óbidos

Os primeiros cursos devem começar a funcionar já em Outubro

ÓBIDOS vai ter um estabelecimento de ensino que tem por finalidade assegurar a formação especializada e pós-graduada na área científica do turismo. O protocolo de parceria para o lançamento dos cursos foi assinado a 18 de Julho entre a Câmara e a Cofac, entidade titular da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.

De acordo com o documento, esta universidade compromete-se a assegurar os cursos e a autarquia obidense deverá promover as actividades do estabelecimento e ceder as salas apropriadas.

Os cursos serão de pós-graduação em Turismo, conferentes de diploma de frequência ou de aproveitamento, destinados a formandos com o nível mínimo de bacharel e serão leccionados por docentes de reconhecida competência. Estão também previstos cursos de formação profissional e estágios, para suprir as necessidades formativas da região.

Manuel Damásio, presidente da direcção da Cofac, justificou a escolha por Óbidos com o facto deste município «revelar, como poucos, uma competência para o desenvolvimento de formação ao nível do turismo». O responsável explicou ainda que este protocolo se enquadra no Processo de Bolonha, o que significa «não bastar ter um diploma: é necessário ter um anexo que ateste o que esse jovem consegue fazer». Acrescentou aquele docente que se está a dar aqui «um passo muito significativo na rota do futuro».

O presidente da Câmara de Óbidos, Telmo Faria, disse que «não vale a pena o município ter mil milhões de euros de investimento turístico, se não tiver uma estratégia de formação nessas áreas».

A Escola de Altos Estudos de Turismo irá funcionar inicialmente num edifício junto à Pousada do Castelo, que irá agora sofrer obras de remodelação. Para o próximo ano lectivo está prevista a abertura de sete cursos, entre pós-graduações, MBA e especializações.

O MBA em Turismo - Gestão Estratégica num Novo Modelo de Negócio -, com 268 horas de duração, será dirigido pelos professores Licínio Cunha, José Fialho e Eduardo Sarmento Ferreira. Já a pós-graduação em Gestão Integrada de Segurança, Ambiente e Qualidade terá uma duração de 226 horas lectivas e o curso Geral de Gestão será composto por 164 horas. Estão ainda previstas especializações em Marketing Turístico (60 horas), Gestão de HACCP em Hotelaria e Restauração (60 horas), Certificação de Qualidade ISO 9001 em Hotelaria e Restauração (50 horas) e Organização e Animação de Eventos (38 horas).

Cada curso deverá ter entre 15 a 25 alunos e as inscrições estarão abertas nos sites da Universidade Lusófona (www.ulege.ulusofona.pt) e da Câmara de Óbidos (www.cm-obidos.pt)