Siga-nos

Perfil

Expresso

Regiões

Almeida quer ser Património Mundial da UNESCO

Arranque do processo de candidatura das fortificações de Almeida foi apadrinhado na semana passada pelos ministros da Cultura e dos Negócios Estrangeiros. 

Ricardo Cordeiro/Jornal O Interior

"Será uma candidatura para a vila, para a região e para o país". O presidente da Câmara de Almeida, Baptista Ribeiro, não tem dúvidas do sucesso do processo de candidatura da fortificação a Património da UNESCO, que teve início na semana passada com uma declaração aprovada pelos ministros da Cultura e dos Negócios Estrangeiros.

Além do concelho do distrito da Guarda integram o mesmo processo os municípios de Elvas, Estremoz, Marvão e Valença. As cinco autarquias pretendem avançar com uma candidatura a Património Mundial das Fortificações Abaluartadas da Fronteira entre Portugal e Espanha.

"A candidatura tem uma importância extraordinária para sermos conhecidos a nível mundial", reforça o presidente do município raiano, convicto de que a distinção como Património Mundial irá atrair milhares de turistas a esta vila do distrito da Guarda. 

O autarca garante que a candidatura estaria votada ao fracasso se não fossem as parcerias estabelecidas, nomeadamente com Valença e Elvas e mais tarde com Estremoz e Marvão, cuja candidatura isolada "não teve sucesso".

O projecto engloba também as fortalezas espanholas de Olivença, Badajoz e Ciudad Rodrigo. "O contacto entre Portugal e Espanha já será feito ao mais alto nível", estando o assunto agendado para a próxima cimeira Luso-Espanhola, que deverá decorrer em Dezembro, em Elvas.

Actualmente, o autarca de Almeida está a preparar a conclusão do dossiê técnico-científico para entregar à UNESCO no final de Junho, enaltecendo que a ideia foi acolhida "com muito entusiasmo pelos dois ministros".

Por outro lado, vai elaborar "um plano estratégico para começar a ser alavancado e acarinhado por todos os agentes locais, que também terão de contribuir para que esta candidatura dê os seus frutos", avisa o presidente da Câmara.