Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Uma Câmara e três possíveis vencedores na Guarda

Aos cinco F conhecidos (forte, fria, farta, fiel e formosa), em tempo de autárquicas a cidade ganha um sexto, de feroz.

Filomena Abreu

Os termómetros políticos da Guarda registam altas temperaturas. Dos sete candidatos à Câmara são três os possíveis vencedores da corrida eleitoral, de acordo com a sondagem. A coligação PSD/CDS, de Álvaro Amaro, lidera com 30,2% das intenções de voto.

Mas, logo de seguida, ombro a ombro, estão os independentes "A Guarda Primeiro", de Virgílio Bento e Manuel Rodrigues, com 27,7%, e o socialista José Igreja, com 27,5%. As projeções apontam para que PS, independentes e PSD/CDS possam eleger dois ou três vereadores. Álvaro Amaro vai pôr a sua máquina política a funcionar.

Os socialistas confiam em José Igreja para manter a Guarda rosa. Virgílio Bento e Manuel Rodrigues podem ter trocado as voltas aos eleitores com a dança dos agora independentes. O tudo por tudo vai começar.

FICHA TÉCNICA Estudo de opinião efetuado pela Eurosondagem, S.A., para o Expresso e SIC, nos dias 12 e 13 de agosto de 2013. Entrevistas telefónicas, realizadas por entrevistadores selecionados e supervisionados. O universo é a população com 18 anos ou mais, residente no Concelho da Guarda, e habitando lares com telefone da rede fixa. Foram efetuadas 603 tentativas de entrevistas e, destas, 102 (16,9%) não aceitaram colaborar no estudo de opinião. A escolha do lar foi aleatória e o entrevistado, em cada agregado familiar, o elemento que fez anos há menos tempo, e desta forma resultou, em termos de sexo, feminino - 51,7%; masculino - 48,3%, e no que concerne à faixa etária, dos 18 aos 30 anos - 17,6%; dos 31 aos 59 - 49,5%; com 60 anos ou mais - 32,9% num total de 501 entrevistas validadas. O erro máximo da amostra é de 4,35%, para um grau de probabilidade de 95,0%. Um exemplar deste estudo de opinião está depositado na Entidade Reguladora para a Comunicação Social