Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

PSD mantém domínio no Funchal

Divisões entre os sociais-democratas não impedem a renovação da liderança na maior autarquia da Madeira

Martim Silva

Martim Silva

Diretor-Executivo

A disputa pela Câmara do Funchal, apesar do longo domínio laranja, parece este ano mais picante que nunca. Primeiro, com a saída de Miguel Albuquerque e os sociais-democratas divididos entre guerras internas; Depois, com o CDS a apresentar um candidato que lhe dava expectativas de vitória; Finalmente, com o PS a liderar a mais ampla coligação que estas autárquicas têm em todo o país. Mas, ainda assim, o PSD prepara-se para manter a presidência da Câmara do Funchal. Embora possa ter de gerir uma câmara sem a maioria absoluta dos vereadores. A vantagem, de acordo com a sondagem da Eurosondagem para o Expresso e a SIC, está nesta altura na casa dos seis pontos, com a coligação liderada pelos socialistas em segundo lugar. Só em terceiro aparece o candidato do CDS/PP.
FICHA TÉCNICA Estudo de opinião efetuado pela Eurosondagem, S.A., para o Expresso e SIC, nos dias 26 e 27 de agosto de 2013. Entrevistas telefónicas, realizadas por entrevistadores selecionados e supervisionados. O universo é a população com 18 anos ou mais, residente no Concelho do Funchal, e habitando lares com telefone da rede fixa. Foram efetuadas 633 tentativas de entrevistas e, destas, 123 (19,4%) não aceitaram colaborar no estudo de opinião. A escolha do lar foi aleatória e o entrevistado, em cada agregado familiar, o elemento que fez anos há menos tempo, e desta forma resultou, em termos de sexo, feminino - 52,7%; masculino - 47,3%, e no que concerne à faixa etária, dos 18 aos 30 anos -18,8%; dos 31 aos 59 - 48%; com 60 anos ou mais - 33,2%) num total de 510 entrevistas validadas. O erro máximo da amostra é de 4,33%, para um grau de probabilidade de 95,0%. Um exemplar deste estudo de opinião está depositado na Entidade Reguladora para a Comunicação Social