Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Partidos da coligação aproximam-se do PS

Sondagem da Eurosondagem para o Expresso e para a SIC, relativa ao mês de dezembro, mostra uma ligeira subida de PSD e CDS e uma descida dos socialistas.

Catarina Marques Rodrigues

PSD e CDS a subir, PS a descer mas a manter a liderança. No entanto, António José Seguro continua a ser o líder mais popular e Passos Coelho mantém saldo negativo. Estes são os dados mais significativos da sondagem mensal da Eurosondagem para o Expresso e a SIC.

Os partidos do Governo, tal como o Bloco de Esquerda, subiram ligeiramente nas preferências dos portugueses. PSD e CDS juntos somam 35%, o que significa uma subida de um ponto percentual em relação a novembro. Ainda assim, os socialistas continuam à frente nas intenções de voto com 36,5%, apesar de uma descida de 0,8%. Os 49,5% que deram a vitória à coligação PSD/CDS em 2011 estão, assim, longe de serem atingidos nesta altura.

António José Seguro continua a ser o mais privilegiado na popularidade junto dos inquiridos. O Presidente da República também tem vindo a subir - de outubro a dezembro já cresceu 4 valores percentuais. Todos os líderes dos principais partidos registaram um aumento da popularidade, à exceção de Paulo Portas. Ainda assim, os eleitores reprovam a atuação dos bloquistas e de Passos Coelho.

A casa da democracia é a instituição que os portugueses mais credibilizam, com a maior subida das contagens (3,8%). Desde outubro, a Assembleia da República cresceu 6,2 pontos percentuais. Este valor contrasta drasticamente com o sucessivo chumbo feito ao Governo.

Recuperar a confiança dos cidadãos na Justiça é outro desafio: a descrença nos juízes e no Ministério Público espelha-se na avaliação negativa de ambos.