Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Cavaco na reunião do "Grupo de Arraiolos"

O Presidente da República falará, na Polónia, sobre as saídas da crise e aproveitará para encontros bilaterais.

Luísa Meireles

Luísa Meireles

Redatora Principal

Com a crise na Europa em pano de fundo, Cavaco Silva parte amanhã para Cracóvia, na Polónia, para a reunião anual do chamado "Grupo de Arraiolos", os nove Presidentes da União Europeia sem funções executivas.

A reunião, que decorrerá entre a tarde de terça e a manhã de quarta-feira, terá como primeiro painel de debate precisamente a saída da crise na Europa, na qual está previsto que o Presidente da República tenha uma intervenção de fundo.

Cavaco Silva aproveitará aliás a reunião para a realização de alguns encontros bilaterais com os seus homólogos, com especial interesse para Portugal.

O grupo, que foi lançado pelo ex-Presidente Jorge Sampaio em 2003, debaterá em particular não só o futuro da União, como as próximas eleições europeias (Maio de 2014) e a situação económico-financeira da UE e o aprofundamento da união económico-monetária.

Os temas das outras duas sessões plenárias serão as relações transatlânticas entre a UE e os Estados Unidos, no momento em que se discute um acordo de livre comércio entre ambos, e a parceria oriental da União.

Em Novembro, a União Europeia realizará a sua terceira cimeira da parceria oriental, onde contam sobretudo os países da ex-União Soviética (Ucrânia, Arménia, Azerbaijão, Bielorrússia, Moldávia e Ucrânia).

Como países convidados na reunião do grupo (que reúne Portugal, Alemanha, Letónia, Finlândia, Itália, Áustria, Polónia, Hungria e Eslovénia), estarão este ano a Bulgária e a Letónia, cujos chefes de Estado participarão como observadores.