Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Cavaco critica "jogadas político-partidárias"

O Presidente da República diz que "as intrigas" políticas não acrescentam "um cêntimo" à economia nacional.

O Presidente da República, Cavaco Silva, defendeu hoje que só o investimento e as exportações é que podem podem ajudar a economia nacional a sair da crise. "Quase tudo o resto é fantasia", afirmou.

"As alavancas são as exportações, a aposta na qualidade, a penetração em novos mercados, o investimento, a captação de mais turistas e nós sabemos bem que essas alavancas estão na mão das empresas privadas", afirmou Cavaco Silva, durante uma visita à fábrica da Gelpeixe, em Loures.

Segundo o Presidente da República, apenas as empresas exportadoras é que podem ajudar o país nesta altura, conquistando novos mercados e criando mais empregos, sendo a "retórica" e as "jogadas político-partidárias" totalmente inúteis.

"Quase tudo o resto é fantasia. A retórica inflamada e sem conteúdo, as intrigas e as jogadas político-partidárias não acrescentam um cêntimo à produção nacional e não criam um único emprego", declarou.

Também importante, defende Cavaco Silva, será divulgar os casos de sucesso em Portugal, que além de gerar confiança, podem impulsionar o empreendedorismo e promover o país lá fora. 

"Façam um esforço para levar Portugal a novos mercados e mudar o clima de confiança", apelou o chefe de Estado.