Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

A frase de Costa que a direita aplaude: Portugal está melhor que há quatro anos

António Costa reconheceu, num encontro com chineses, que Portugal está numa situação "bastante diferente" da que estava há quatro anos - para melhor. A direita lançou o vídeo no Facebook e está a dar polémica.

Cristina Figueiredo e Filipe Santos Costa (texto) José Carlos Carvalho (foto)

António Costa admitiu que Portugal está numa situação "bastante diferente daquela que estava há quatro anos " - para melhor, entenda-se. A frase do secretário-geral do PS, dita há seis dias, numa celebração do ano novo chinês, junto de chineses radicados em Portugal, tornou-se viral nas redes sociais e fez a direita rejubilar. Até já é possível descarregar um toque de telemóvel com a frase de Costa, devidamente acompanhada de uma musiquinha de fundo - uma iniciativa do "Blasfémias", um dos mais populares blogues portugueses de direita, que disponibilizou "grátis" esse ringtone, a que deu o nome "Portugal está diferente". 

O vídeo com a frase de António Costa foi divulgado esta quarta-feira no Facebook do eurodeputado do CDS Nuno Melo, que já terça-feira, no seu texto semanal no "Diário Económico", tinha escrito sobre este facto. As declarações do líder socialista foram feitas no dia 19, mas passaram despercebidas até serem destacadas pelo dirigente do CDS. Costa falava no Casino da Póvoa, numa comemoração do ano novo chinês, perante representantes da comunidade chinesa radicada em Portugal.

Depois de elogiar a "relação e forma extraordinária como a comunidade chinesa se tem integrado" no nosso país, o presidente da Câmara de Lisboa reconheceu o "apoio" que "os chineses e os investidores chineses" deram nos ultimos anos a Portugal. E daí seguiu para a declaração da polémica: "Como nós dizemos em Portugal, os amigos são para as ocasiões. E numa ocasião difícil para o país, em que muitos não acreditaram que o país tinha condições para enfrentar e vencer a crise, a verdade é que os chineses, os investidores chineses, disseram presente, vieram e deram um grande contributo para que Portugal pudesse estar hoje na situação em que está, bastante diferente daquela que estava há quatro anos atrás". E agradeceu "à China todo o apoio que nos deu".

SAIBA MAIS NA EDIÇÃO DESTA QUARTA-FEIRA DO EXPRESSO DIÁRIO, DEPOIS DAS 18H00: VEJA AS REAÇÕES DA DIREITA E DO PS