Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Lobo Xavier: influência de Marcelo “continua a ser elevadíssima”

António Lobo Xavier recusa malefícios da exposição mediática de Marcelo, que diz estar a ser genuíno e sobretudo influente na política portuguesa

“Esta proximidade (mediática ou física) e uma calculada dessacralização têm contribuído para a valorização significativa da função presidencial, e até mesmo para uma reconciliação — ainda que concentrada ou individualizada — com a figura do político”, escreve António Lobo Xavier, num artigo publicado este sábado no Expresso.

O advogado e conselheiro de Estado foi convidado para entrar no Duelo, rubrica habitual do semanário, em que o Expresso pergunta a dois intervenientes: “Marcelo está a passar de popular a popularucho?” Na semana em que o Presidente da República foi notícia por telefonar em direto para o novo programa na SIC de Cristina Ferreira, António Lobo Xavier responde “não”, enquanto José Miguel Júdice escreve respondendo “sim”.

“Marcelo Rebelo de Sousa foi, nos primeiros anos da legislatura, garante de estabilidade e fator de centramento da política, de um modo que mais ninguém estava em condições de assegurar”, prossegue Lobo Xavier. “Recentemente, passou a representar a exigência de responsabilidade, de rigor e de ambição coletiva, num momento em que o quadro partidário, à direita do PS, está notoriamente em fase de reconstrução. A sugestão de que procura agradar a todos parece-me absolutamente desfocada, especialmente se considerarmos o universo dos atores políticos. A sua influência, sempre exercida em benefício de valores claros, continua a ser elevadíssima, e ela resulta de uma aprovação popular que não é dissociável da sua personalidade, do seu apurado método e do seu estilo peculiar.”


Leia este artigo na íntegra AQUI. E toda a edição do semanário Expresso deste sábado AQUI.
(Acesso a assinantes digitais do Expresso. Se ainda não é assinante, conheça as nossas propostas AQUI.

Acesso gratuito para compradores do jornal nas bancas: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. Pode usar a app do Expresso - iOS e Android - para descarregar as edições para leitura offline)