Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Rui Rio sobre pedido de diretas por Montenegro: “Não vou fingir que nada aconteceu”

PAULO CUNHA/LUSA

No final da reunião que manteve com o Presidente da República esta tarde, o líder do PSD foi parco nas declarações sobre o assunto do dia, limitando-se a adiantar que falou com Marcelo Rebelo de Sousa “sobre assuntos de política interna e externa”

Questionado sobre o desafio que lhe foi lançado esta sexta-feira por Luís Montenegro, pedindo eleições diretas “já”, o líder do PSD recusou nesta sexta-feira o caminho da “hipocrisia”. “Vou responder naturalmente, não vou fazer de conta que nada está a acontecer”, disse Rui Rio aos jornalistas ao final desta tarde, após um encontro com o Presidente da República, no Porto.

Rio confirmou ter partido de Marcelo o pedido para o encontro: “Sim, sugeriu-me este encontro e eu com todo o gosto aqui estive”.

Interrogado sobre o motivo para haver esta reunião nesta altura, acrescentou: “Foi com base no facto de que já não falávamos pessoalmente há algum tempo, já não me lembro quando é que a delegação do PSD foi recebida. Há diversos temas, quer da política interna, quer da política externa para debater”.

Sobre a candidatura de Montenegro à liderança do partido e as declarações proferidas pelo antigo lídser parlamentar do PSD esta sexta-feira, Rui Rio foi contido. “Fui corredor de 100 metros quando tinha 22 anos, agora é meio fundo e fundo, com calma”, afirmou, citado pelo “Observador”. O presidente social-democrata disse que irá responder a Luís Montenegro "em breve".