Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Ministra obrigada a suavizar nova lei da Saúde

NUNO FOX/LUSA

Marta Temido queria versão mais à esquerda, alternativa à de Maria de Belém. Teve de recuar para seduzir o voto do PSD

O momento era aguardado com expectativa. Pela primeira vez em 28 anos, um Governo estava prestes a aprovar, em Conselho de Ministros, uma nova Lei de Bases da Saúde. Mas não chegou a acontecer. Depois de receber das mãos de Maria de Belém um documento estratégico para um Serviço Nacional de Saúde (SNS) mais atual, Marta Temido, acabada de chegar ao Governo, quis mudar (quase) tudo, limitando o papel dos privados e do sector social na prestação de cuidados à população. O primeiro-ministro não gostou e mandou o documento para trás.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. Pode usar a app do Expresso - iOS e Android - para descarregar as edições para leitura offline)