Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Rio e as falsas presenças de José Silvano no Parlamento: “Uma pequena questiúncula”

António Pedro Ferreira

Líder do PSD desvalorizou esta segunda-feira que alguém marque presenças pelo secretário-geral do partido nas sessões parlamentares. Rui Rio diz que Silvano já lhe explicou o que se passou e que o deputado irá repor a verdade num Direito de Resposta ao Expresso

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

Rui Rio desvalorizou esta manhã, no Porto, que alguém registe presenças do secretário-geral do PSD na Assembleia da República na sua ausência. O líder laranja afirmou que José Silvano já lhe explicou o que se passou, mas recusou-se a revelar o teor das justificações. “Já me explicou a situação e, ainda hoje, irá repor a verdade num Direiro de Resposta ao jornal (Expresso)”, avança o presidente do PSD.

Questionado se mantém a confiança política no seu secretário-geral após o Expresso ter noticiado que o deputado admite que vai à Assembleia da República “quase só marcar o ponto” e que alguém validou a sua (falsa) presença em pelo menos uma ocasião, Rui Rio garantiu que o caso ”não belisca o PSD” nem fragiliza o deputado. “Não é agradável nem positivo, mas esse caso não passa de uma pequena questiúncula”, assegura, questionando se “isso é mais importante do que o programa que o PSD tem para o país?”.

A breve declaração sobre a validação por terceiros da presença do secretário-geral laranja foi feita à margem de um encontro, na sede do PSD, da Confagri (Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas de Portugal), reunião em que os pequenos agricultores pediram uma maior intervenção da oposição junto do Governo, reivindicando que as cooperativas tenham acesso a fundos comunitários comuns, o que até agora não acontece..