Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

António Costa aceita a demissão de Azeredo. “Não podia recusar”

lusa

Numa nota enviada à comunicação social, o primeiro-ministro explica que aceitou a demissão de Azeredo Lopes por respeito à sua “dignidade, honra e bom nome” e para garantir a “preservação da importância fundamental das Forças Armadas”

António Costa já aceitou o pedido de demissão de Azeredo Lopes. Numa nota enviada à comunicação social, o primeiro-ministro agradece o trabalho desenvolvido pelo ministro da Defesa demissionário e que fala na necessidade de preservar o prestígio das Forças Armadas.

O senhor ministro da Defesa Nacional apresentou-me formalmente o seu pedido de demissão em termos que não posso recusar, em respeito pela sua dignidade, honra e bom nome, e para a preservação da importância fundamental das Forças Armadas", escreve António Costa.

António Costa termina a nota com um agradecimento público a Azeredo Lopes. "Quero publicamente agradecer ao Professor Doutor José Alberto de Azeredo Lopes a dedicação e empenho com que serviu o país no desempenho das suas funções", remata.