Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Documento de apoio a Rio é posição de “repúdio” a militantes que “deturpam” mensagem do líder

PATRICIA DE MELO MOREIRA/Getty

Líder do PSD “não precisa de moções de confiança”, disse José Manuel Fernandes, presidente da Comissão Política Distrital de Braga

O documento de apoio ao presidente social-democrata divulgado nesta sexta-feira "não é uma moção de confiança" a Rui Rio, mas uma "tomada de posição de repúdio" a militantes que "deturpam" a mensagem do líder, defendem as distritais que o subscrevem.

"O líder do PSD não precisa de moções de confiança", disse José Manuel Fernandes, presidente da Comissão Política Distrital de Braga, depois de ler o documento que foi subscrito por todas as distritais, à exceção da Área Metropolitana de Lisboa.

Sublinhando que, pelo facto de uma distrital não ter assinado o documento, não se pode tirar daí a ilação de que não concorda com o conteúdo, José Manuel Fernandes disse que "esta é uma posição de repúdio por parte das distritais".

"É uma posição para que haja paz, para que nos deixem trabalhar e para que todos possam ter um objetivo comum, que o país bem precisa, de uma alternativa séria, credível e competente", personificada no líder do PSD, declarou José Manuel Fernandes, numa conferência de imprensa que se realizou na Casa do Brasil, em Santarém.