Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Jerónimo de Sousa encerra Festa do Avante! com comício que marca a “rentrée” política do PCP

MIGUEL A. LOPES´/ LUSA

Xutos & Pontapés, Sérgio Godinho, Jorge Palma, Dead Combo, Capitão Fausto, Legendary Tiger Man e Boss AC estão entre as atrações principais no programa cultural da Festa, entre os quase 40 espetáculos nos dois palcos principais

O secretário-geral do PCP discursa este domingo no comício de encerramento da 42.ª edição da Festa do Avante!, em que afirmará objetivos dos comunistas para o próximo ano político, último da legislatura.

Considerado pelos comunistas o ponto alto da Festa, o comício está previsto para as 18h, no Palco 25 de Abril, na Quinta da Atalaia, Seixal, e começa com intervenções de Francisco Araújo, da Juventude Comunista, e de Manuel Rodrigues, diretor do órgão oficial do PCP, jornal Avante!.

Na abertura da Festa, sexta-feira passada, Jerónimo de Sousa valorizou os "avanços" conseguidos no âmbito do apoio parlamentar ao governo minoritário do PS para a reposição de rendimentos e direitos dos trabalhadores, aos quais exortou a "dar mais força" ao PCP.

"A luta política não é delegável em quem quer que seja", mas "reclama o compromisso das forças políticas", afirmou o líder comunista, acrescentando que "esse compromisso o PCP assume-o".

Apesar do compromisso que está disposto a assumir para mais "avanços", o PCP reclama "outra política" que passará pela "ruptura" com as imposições da União Europeia e com os "constrangimentos" dos mecanismos da Zona Euro, ideias que deverá reforçar no comício de hoje à noite.

A cerca de um mês da apresentação da proposta de Orçamento do Estado para 2019, o secretário-geral do PCP deverá apresentar as medidas que considera prioritárias, a começar pelo aumento do Salário Mínimo Nacional para 650 euros.

No sábado, Jerónimo de Sousa avisou o PS para não contar "com o ovo no dito cujo da galinha" quanto à aprovação do PCP ao Orçamento do Estado para 2019, depois de o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Pedro Nuno Santos, ter dito na Quinta da Atalaia que estava confiante, porque "não há três sem quatro".

Com três eleições a realizarem-se em 2019, para o Parlamento Europeu, para a Assembleia Legislativa da Madeira e para a Assembleia da República, Jerónimo de Sousa não deixará de afirmar qual vai ser o posicionamento do partido e de pedir "mais força" para o PCP.

Como é habitual nos discursos de encerramento da Festa do Avante!, para além da análise da atual situação política, económica e social do país, o líder comunista avaliará também a posição do PCP face ao contexto internacional, perante dezenas de delegações de partidos comunistas estrangeiros.

Este ano, a festa teve como temática dominante o segundo centenário do nascimento do filósofo alemão Karl Marx, autor da emblemática obra "O Capital", e também do "Manifesto Comunista" (com Friedrich Engels), com exposições e debates sobre o tema.

Xutos & Pontapés, Sérgio Godinho, Jorge Palma, Dead Combo, Capitão Fausto, Legendary Tiger Man e Boss AC estão entre as atrações principais no programa cultural da Festa, entre os quase 40 espetáculos nos dois palcos principais.