Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

BE critica “tentativa de partidarização” sobre PGR e recusa “campanhas”

Catarina Martins afirmou que o Bloco não se pronunciará sobre se atual Procuradora, Joana Marques Vidal, deve ser ou não reconduzida

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, condenou este domingo o que classificou como "uma tentativa de partidarização" do cargo de Procurador-Geral da República, recusando "campanhas" sobre quem o deve ocupar.

enho assistido a uma tentativa de partidarização. O cargo do Procuradora-Geral da República não é ocupado por campanhas de partidos sobre quem lá deve estar", declarou Catarina Martins.

A coordenadora bloquista, que respondia aos jornalistas à margem de uma visita à feira do Relógio, em Lisboa, afirmou que o BE não se pronunciará sobre se atual Procuradora, Joana Marques Vidal, deve ser ou não reconduzida.