Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Bloco reune comissão política de emergência

Três dias depois, direção bloquista volta a reunir-se em torno do caso de Ricardo Robles. O encontro será esta noite, na sede em Lisboa e terá como ponto único a decisão de quem irá substituir o vereador lisboeta

Em três dias, a comissão política do Bloco de Esquerda é chamada a reunir-se para debater a polémica em torno do prédio comprado por Ricardo Robles, em Alfama, para investimento imobiliário. Depois de, na passada sexta-feira, a direção bloquista ter concluído que "a conduta do vereador Ricrdo Robles em nada diminui a sua legitimidade na defesa das políticas públicas que tem proposto e continuará a propor", o autarca demitiu-se.

A comissão política tinha agendado para 11 de setembro a sua próxima reunião, mas o volte-face obrigou os dirigentes a tocar a reunir. Na verdade, alguns dos membros da comissão política - entre os quais o fundador do BE Luis Fazenda - tornam públicas, entretanto, as suas críticas à conduta do vereador. Em entrevista ao jornal “I”, publicada esta segunda-feira, Fazenda assume que a polémica surge em torno de "circunstâncias que, no BE, nós condenamos e que levam à gentrificação". Afirma ainda que "provavelmente, a situação (do partido) é mais adversa" perante a divulgação pública do caso.