Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Marcelo discute política de asilo europeia com Presidente austríaco em Salzburgo

NICHOLAS KAMM / GETTY IMAGES

Marcelo Rebelo de Sousa quer debater com o seu homólogo austríaco a presidência da União Europeia e o acolhimento de migrantes e refugiados

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, encontra-se esta sexta-feira com o homólogo austríaco para discutir a presidência da União Europeia daquele país e participar na abertura do festival de música de Salzburgo.

Marcelo Rebelo de Sousa começa o dia com um ato oficial de abertura da 98.ª edição do festival de música de Salzburgo e termina a jornada a assistir a "A flauta mágica", mas à chegada à cidade natal de Mozart, na quinta-feira, o chefe de Estado português salientou a dimensão política da visita.

"Um dos temas importantes a apreciar é precisamente as migrações, e eu virei aqui também ouvir a posição do senhor Presidente austríaco, que, aliás, é conhecida, que tem expressado várias vezes em público, e que coincide com a posição portuguesa", sublinhou Marcelo Rebelo de Sousa, em declarações aos jornalistas, à chegada a Salzburgo.

O chefe de Estado português quis salientar a proximidade com o presidente austríaco, um político de esquerda aberto ao acolhimento de migrantes e refugiados, num país com um Governo anti-imigração, liderado pelo chanceler conservador Sebastian Kurz e no qual participa a extrema-direita.

Confrontado com as posições do governo austríaco, Marcelo Rebelo de Sousa recusou um comentário direto: "Não queria pronunciar-me sobre o país anfitrião, como é natural, e sobre a sua solução de governo. O que interessa é que temos de encontrar uma posição comum, temos de tomar decisões também noutros domínios, também económicos e financeiros, antes das eleições europeias, e estes contactos são muito importantes".

"O senhor Presidente austríaco percebeu isso. Podia escolher vários chefes de Estado, escolheu o chefe de Estado português, certamente porque entendeu que era útil que Portugal viesse aqui apresentar o seu ponto de vista, que coincide com o ponto de vista presidencial [austríaco]", acrescentou.

O Presidente português é o convidado de honra do seu homólogo austríaco, mas o festival terá outros convidados de honra do chanceler Sebastian Kurz: a primeira-ministra britânica, o primeiro-ministro da Estónia e o primeiro-ministro da República Checa.

Após o ato oficial de abertura do festival de música, pelas 11h, seguido de um almoço oferecido pelo governador e pelo presidente da Câmara de Salzburgo.

Antes da reunião de trabalho com o presidente austríaco, o Chefe de Estado português terá um "breve encontro" com os representantes permanentes em Bruxelas dos 28 estados-membros da União Europeia.

Após o encontro com Alexander van der Bellen haverá uma conferência de imprensa conjunta dos dois chefes de Estado e o dia é finalizado com a ópera "A flauta mágica", de Mozart.

A última ópera de Mozart, compositor natural de Salzburgo, terá encenação da norte-americana Lydia Steier, com o barítono Matthias Goerne à frente do elenco e o maestro Constantinos Carydis na direção da Filarmónica de Viena.