Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Deputado comunista Miguel Tiago deixa Parlamento

Miguel Tiago, deputado do PCP

Ana Baião

O deputado comunista cessa o seu mandato a partir de setembro. Em nota do PCP, esclarece-se que Miguel Tiago vai integrar a comissão das actividades económicas do comité central comunista. E regressar à sua actividade de geólogo. Duarte Alves, economista e assessor da bancada parlamentar do PCP é o seu substituto

Ao fim de 13 anos, Miguel Tiago deixa o Parlamento. O deputado, conhecido pelas suas tatuagens e por recusar o 'dress code' de fato e gravata, teve, nesta Legislatura, particular destaque no acompanhamento das matérias da banca. Nas comissões parlamentares à atividade financeira, foi ele a dar a voz e o rosto pelas posições comunistas.

O PCP refere que o deputado "será substituído", mas não esclarece quais os motivos para a substituição, nem de quem partiu a iniciativa. Quanto ao futuro de Miguel Tiago, o comunicado do gabinete de Imprensa do PCP diz que "a par da atividade profissional que exercerá na sua área de formação, Miguel Tiago integrará a Comissão das Atividades Económicas junto do comité central.

Miguel Tiago, que foi o terceiro na lista de candidatos da CDU por Lisboa nas últimas Legislativas será substituído por Duarte Alves, que figurava bem abaixo naquela lista. Era o décimo candidato, num círculo em que os comunistas só conseguiram eleger cinco deputados.

Na altura das eleições, a aposta era conseguir levar para o Parlamento a jovem Alma Rivera, de apenas 23 anos e que figurava em sexto lugar. O objetivo não foi alcançado e, agora, que havia oportunidade de recuperar esta candidata, o PCP optou por preferir o 10.º da lista. Ou seja, quatro candidatos tiveram de desistir para dar lugar ao novo deputado.

Duarte Alves tem 27 anos, foi dirigente da Juventude Comunista Portuguesa e é assessor do grupo parlamentar para as áreas económicas. Licenciado e mestre em Economia e Políticas Públicas pelo ISEG, trabalha na central comunista.