Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

CDS quer “explicações ainda hoje” e pondera comissão de inquérito

CDS exige que Governo e Exército se pronunciem “ainda hoje”. Se não, admitem avançar para uma comissão de inquérito

João Rebelo, deputado e coordenador do CDS na comissão parlamentar de Defesa, espera que "ainda hoje" o Ministério da Defesa e o Exército se pronunciem sobre os novos dados do caso Tancos. Se não houver esclarecimentos por parte do poder político e do poder militar, os centristas ponderam avançar para uma comissão de inquérito.

Em declarações à imprensa, João Rebelo confirmou que na terça-feira, no Parlamento, vai confrontar o ministro da Defesa com “informação incorrecta” prestada à Assembleia da República. Em causa, as declarações de Azeredo Lopes que chegou a congratular-se com o facto de alegadamente todo o material roubado em Tancos ter sido recuperado.

A hipótese de avançarem com um inquérito parlamentar chegou a ser ponderada no final do ano passado pelo PSD, ainda liderado por Pedro Passos Coelho, mas não chegou a avançar. Agora, o CDS não exclui avançar nesse sentido.