Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Rui Rio escusa-se a comentar ausência de Santana Lopes no Conselho Nacional do PSD

Rui Rio e Santana Lopes, no Congresso do PSD em fevereiro de 2018

MIGUEL A. LOPES

Reunião à porta fechada durou quase cinco horas. Também o presidente do Conselho Nacional, Paulo Mota Pinto, não comentou a questão

O presidente do PSD, Rui Rio, escusou-se esta quarta-feira a comentar a ausência de Pedro Santana Lopes no primeiro Conselho Nacional do partido sob a sua liderança.

Após quase cinco horas de reunião à porta fechada, naquele que foi o primeiro Conselho Nacional do PSD desde que tomou posse em fevereiro, Rui Rio não quis responder aos jornalistas quando confrontado com a pergunta sobre como interpretava a ausência do seu adversário na corrida à liderança do partido.

"Dúvidas sobre o Conselho Nacional, têm aqui o senhor presidente do Conselho Nacional", disse Rui Rio, referindo-se a Paulo Mota Pinto, que antes tinha feito uma declaração à imprensa e sem comentar a ausência de Pedro Santana Lopes, que esta noite não esteve no Porto, onde decorreu a reunião de conselheiros do PSD.

Também Paulo Mota Pinto tinha preferido antes, na declaração feita aos jornalistas, não comentar esta questão.

"À mesa do congresso e a mim pessoalmente não foi dada nenhuma explicação. Venho aqui dar conta do Conselho Nacional. A atuação de outras pessoas não deve ser comentada por mim", disse o presidente do Conselho Nacional do PSD, Paulo Mota Pinto.

O primeiro Conselho Nacional do PSD da era Rui Rio decorreu à porta fechada numa unidade hoteleira do Porto. A reunião começou cerca das 21h30 de terça-feira e terminou perto das 2h00 de quarta-feira.

Entre os temas mais debatidos, indicou o PSD, estiveram os incêndios, a área da saúde e o caso Montepio.

A reunião também serviu para eleger o deputado e antigo autarca de Mirandela, José Silvano, como novo secretário-geral do partido.