Siga-nos

Perfil

Expresso

Está Dito

"Nunca ninguém me perguntou."

Fontão de Carvalho, vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa, questionado sobre o facto de ter escondido a sua condição de arguido pelo crime de peculato. Em causa estão os prémios de produtividade que os administradores da EPUL decidiram aplicar à sua própria gestão.