Siga-nos

Perfil

Expresso

Está Dito

"Nenhuma entidade exterior pode colocar matérias dessas na agenda portuguesa."

Cavaco Silva, o Presidente da República, viu como ingerência e reagiu criticamente à pressão que Bruxelas fez sobre Portugal, pela voz do comissário dos Assuntos Económicos, Olli Rehn, para que Portugal avance com as reformas do trabalho e das pensões. Diário de Notícias, 09/06/2010