Siga-nos

Perfil

Expresso

Está Dito

"Não acreditamos na justiça desportiva, mas ainda acreditamos na justiça portuguesa."

António Fiúza, presidente do Gil Vicente, sobre a providência cautelar entregue no Tribunal Administrativo de Lisboa, no âmbito do caso Mateus, para anular os acórdãos da Comissão Disciplinar da Liga e do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol.