Siga-nos

Perfil

Expresso

Cartas dos leitores

Ó senhor ministro, pela sua rica saúde, trate-se!

Não. Não vou pedir a sua demissão, mas sim apenas que vá tomando algumas pastilhas enquanto não tem suporte avançado de vida no Governo.

O senhor bem tenta explicar as benesses de que é melhor fechar o que não funciona ao perto, dizendo que o melhor é ao longe! Mas, pergunto eu: não seria mais lógico melhorar ao perto do que obrigar a ir ao longe?

Claro que se alguém meteu o socialismo na gaveta, o senhor parece que o anda a fechar a sete chaves.

O senhor bem explica, mas o povo não percebe a bondade das benesses oferecidas. No caso da morte do bebé em Anadia até nem é um bom exemplo para a razão que assiste ao povo em ter a melhor saúde no interior e não obrigá-lo a ir à praia (ao litoral), fazer turismo em ambulâncias! Todavia, o descontentamento é tanto que tudo serve para manifestar o desacordo com inadequadas mudanças que mais contribuem para a desertificação do interior.

A procissão ainda vai no adro! O senhor é um dos principais andores.

Se não se trata, não tarda a ser apeado. Vá tomando umas pastilhas e não venha espirrar ilusões às televisões. O povo o que quer é que lhe tratem da saúde, para isso é preciso que tenha um bom ministro em bom estado de saúde mental.Por isso é que eu digo: trate-se.

A procissão ainda vai no adro. Se não se tratar, e como é o principal andor, poderá ficar enjoado e ter de ser apeado!

Trate-se, de preferência num hospital público, socialista, do seu partido!

Silvino Figueiredo, Gondomar

  • A Redacção reserva-se ao direito de publicar ou não as cartas enviadas, bem como de condensar os originais;
  • Os autores devem identificar-se indicando o n.º do B.I., morada, telefone e endereço de mail, sendo que só o nome, o local e o endereço de mail aparecerão publicados online;
  • Não devolvemos documentos que nos sejam remetidos;
  • As cartas também podem ser versões alargadas de trechos publicados na edição impressa;

Envie a sua opinião paracartas@expresso.pt