Siga-nos

Perfil

Expresso

Voz da cidade

Acabou-se o “Village Voice”. Já sabemos como isto acontece: queda das vendas, ajustes editorais, novos proprietários, despedimento de jornalistas e críticos, o fim do papel e depois o fim do digital, que neste caso aconteceu a 31 de Agosto, no fim da estação. É uma notícia triste para quem sabe a importância que o jornal teve no movimento da “imprensa alternativa” que reconfigurou a cultura contemporânea em meados do século passado. E para quem aprendeu muito com escritos de gente como J. Hoberman, Andrew Sarris, Robert Christgau, Seymour Krim ou Nat Hentoff.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)