Siga-nos

Perfil

Expresso

Nada de pessoal

O clamor em torno da recondução da procuradora-geral da República mostra que estamos condenados a repetir erros. Desde logo, confundir mandatos em concreto com o que é desejável como modelo de governação e, mais grave, sermos incapazes de avaliar com serenidade o desempenho.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)