Siga-nos

Perfil

Expresso

Paulo Querido

Menezes e Mendes na blogosfera

A web não tem só o Google: há ferramentas preciosas para observar e analisar a evolução da actualidade. Medimos aqui alguns efeitos das directas do PSD.

Dispomos de mecanismos de observação e análise da actualidade tal como ela é valorizada pelos maistream media (MSM) e ao longo do século XX fomos habituados num equívoco: o de que os MSM representavam a opinião pública, uma vez que davam as notícias que interessavam ao público.

A Internet e sobretudo a web social - a web "das pessoas" por oposição à web "das empresas" que a antecedeu até a bolha dot-com rebentar - demonstraram com clareza não ser bem assim: os MSM obedecem a diversas lógicas que lhes condicionam essa representatividade e a voz colectiva que se faz ouvir através de cem milhões de blogues e foruns difere muitas vezes do que "dizem" os MSM.

Quem seguir diariamente os títulos dos MSM e dos jornais numa mesma página verá as divergências: blogues e jornais não valorizam os mesmos temas. Em regra é o que se passa - mas há casos em que se verificam curvas de interesse semelhantes. Afinal de contas, e apesar das euforias em torno do "jornalismo do cidadão", a blogosfera depende em elevado grau da informação prestada pelos MSM e no curto prazo não se vê como alterar o paradigma.

Dos casos mediáticos de grande impacto mais recentes há um em que a divergência se manteve, apesar de tudo: o caso Madeleine McCann. Mas noutros dois o interesse do cidadão, medido através da sua participação na blogosfera, acompanha a importância verificada nos MSM: o caso Scolari e as directas no Partido Social Democrata.

Este quadro é relativo ao primeiro:

Nele vemos como disparou o número de referências ao seleccionador nacional de um dia para o outro - precisamente o dia em que Luis Filipe Scolari perdeu a tramontana e agrediu um adversário. A imagem foi retirada de umn texto de Bruno Ribeiro, 24 anos, licenciado em psicologia e autor de um blogue sobre publicidade http://www.pubaddict.net/pr/spin-futebolistico-scolari-e-os-media/ Spin futebolístico: Scolari e os media). Ribeiro valeu-se de uma das ferramentas de medição de tendências mais interessantes da web, o http://www.blogpulse.com , para verificar o número de vezes que o nome de Scolari aparece na web, em particular na blogosfera (a maioria dos jornais de todo o mundo não consegue competir com os blogues no que toca a boas posições nos motores de pesquisa, mas isso é assunto para outra altura).

Com a mesma ferramenta fiz dois quadros que permitem diversas leituras, sendo observável como José Sócrates pode "agradecer" a Luis Filipe Menezes uma trégua no espaço mediático alargado (MSM e blogues): na última semana de Setembro caiu para a terceira posição da ribalta, meio esquecido.

No segundo quadro vemos a repetição das linhas para Menezes e Marques Mendes, agora numa escala de tempo maior (um mês contra duas semanas no anterior), e juntei mais dois nomes: tanto Marcelo Rebelo de Sousa como José Pacheco Pereira viram disparar na blogosfera o número de menções aos seus nomes nos últimos dias, seguindo a tendência notada nos MSM - o que é normal num período de rescaldo de um acto eleitoral, sobretudo se tivermos em conta que ambos os comentadores, da área do PSD, apostaram no candidato que perdeu.

Outra ferramenta deste género é o http://www.technorati.com, que dá uma espécie de "peso" diferenciado às fontes de informação, permitindo uma hierarquização, ainda que tosca, da notoriedade das diferentes vozes que captam cada vez mais a nossa atenção.

Paulo Querido, jornalista