Siga-nos

Perfil

Expresso

O elevador social

Notícias recentes alertaram-nos para o facto de “o elevador social” não estar a funcionar bem em Portugal. Isto pode levar-nos a pensar ter havido uma idade de oiro em que a mobilidade social ascendente teria existido. Não é o caso. No meu país, ter a ambição de subir na vida foi sempre considerada uma característica negativa. Os ecos do que Marcello Caetano escreveu em 1928 no jornal “A Voz” — “a gestação de uma inteligência superior é trabalho de muitos anos, de séculos até” — mantiveram-se quase até hoje. Depois de Afonso Henriques, a aspiração a uma vida profissional melhor é-nos alheia. Basta atentar nos pais que tentam castrar os filhos que demonstrem apetência para se libertar do estreito horizonte das comunidades onde foram criados. Era difícil, mas penso que a Revolução de 1974 fez menos do que seria desejável neste domínio.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)