Siga-nos

Perfil

Expresso

A semana

A semana, por Martim Silva

Martim Silva (www.expresso.pt)

Santa Maria Menos de um ano depois de terem sido injectados com uma substância que lhes diminuiu, ou tirou mesmo, a visão, os afectados do caso Avastin recebem as indemnizações. Não resolve mas atenua o sofrimento.

Greves A luta por melhores condições de vida é um daqueles direitos inalienáveis. E entre as formas de luta está o direito à greve. Mas, numa altura em que a situação do país vai de mal a pior, insistir em greves (como as dos transportes esta semana, causando grande transtorno e prejuízo económico) não deixa de ser um sinal de como os portugueses, dos com mais posses aos mais humildes, tendem a contribuir para o bem comum.

Rating Há uns anos os portugueses, com o eclodir do caso 'Casa Pia', tiveram um curso acelerado em Processo Penal. Agora têm formação rápida em instituições e mercados financeiros. Mais uma das agências internacionais de notação, a Standard & Poor's, baixou a nota portuguesa, isto é, a percepção da nossa capacidade para pagar o que devemos. A- é mau, é mesmo muito mau. Abaixo de nós só países como a Grécia ou a Argentina.

Bloco Central A expressão queima a boca dos políticos portugueses há décadas mas esta semana José Sócrates e Pedro Passos Coelho deram uma grande passada na realização, de facto, dessa aliança (com a forma e o nome que lhe quiserem dar). Para uns, Sócrates consegue caução do PSD para a governação, para outros Passos marca pontos ao revelar sentido de Estado e abertura para ajudar a tirar o país do buraco.

Grécia A ajuda financeira aos gregos pode chegar aos €120 mil milhões. O PIB português, tudo o que produzimos num ano, para se ter uma ideia, anda pelos €170 mil milhões.

Bolsa Durante três dias pairou a ameaça de um crash bolsista em Portugal. O final da semana serviu para recuperar. O índice e o fôlego.

Inglaterra Depois de dois debates em que saiu claramente por cima, Nick Clegg, o fulgurante líder dos liberais-democratas britânicos, foi esta semana o alvo dos ataques dos opositores no último debate televisivo antes das eleições do próximo fim-de-semana. Desta vez parece ter sido o conservador Cameron quem saiu vencedor.

+ Acordo A superação das divergências em momentos de emergência, como fizeram Passos e Sócrates, é um bom sinal - Mão cheia de nada Mas os resultados práticos do encontro souberam a pouco. Além de que, bater em quem já está no chão (por exemplo, por não ter emprego), soa a profunda injustiça. Serão os únicos culpados?

A- Como um sinal à frente de uma letrinha pode abalar todo um país. Esta é a notação que a agência Standard & Poor's dá a Portugal (éramos A+) e que tanta agitação causou nesta semana

Brasil Quase a terminar os seus dois mandatos, e antes de uma passagem por Portugal em Maio, Lula da Silva foi esta semana considerado pela prestigiada revista norte-americana "Time" como a personalidade mais influente do planeta. O reconhecimento para oito anos de desenvolvimento e estabilidade (apesar de alguns escândalos envolvendo o PT) no maior país da América do Sul e oitava potência mundial. "O que Lula quer para o Brasil é o que costumávamos chamar o 'sonho americano'", diz a revista, que inclui na lista personalidades como Sarah Palin, Barack Obama, Bill Clinton, Didier Drogba, Oprah Winfrey, James Cameron, Steve Jobs e Amartya Sen.

Venezuela Hugo Chávez aderiu à rede social Twitter e num dia conseguiu 50 mil seguidores. Ontem já tinha 120 mil. Há gostos para tudo!

José Mourinho. Mou FUTEBOL Mourinho colocou um autocarro à frente da baliza e conseguiu levar o Inter de Milão à final da Liga dos Campeões. É o primeiro treinador português a repetir uma final, desta vez em Madrid - para onde se fala que Mourinho vai rumar na próxima época. À chegada a Milão foi recebido como um herói.

Texto publicado na edição do Expresso de 1 de Maio de 2010