Siga-nos

Perfil

Expresso

Constelações de maus costumes

Há uns tempos fui convidado para um órgão transitório do clube de que sou sócio. Comecei por dizer que não mas, tendo em conta o momento dramático que se vivia, dei-me duas horas para refletir. Fiz três telefonemas e todos confirmaram a minha recusa. De alguém que conhece bem o futebol ouvi o argumento definitivo: “Ninguém sério sai deste mundo mais limpo do que entrou.” O futebol suja porque junta dinheiro, poder e fanatismo. A irracionalidade tribal, de que precisamos na dose certa, é inofensiva quando se esgota no jogo. O problema é que os outros vínculos (políticos e religiosos) vão desaparecendo e este, cada vez mais forte, é muito apetecível.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)