Siga-nos

Perfil

Expresso

Joviana Benedito

Ciberviagens ou as novíssimas viagens (4)

Viagem pela dinâmica da língua

Recebi por e-mail um rol de vocábulos com a indicação de que estes faziam parte do linguajar do Algarve. Não é só. Infelizmente, há muita gente que diz, incorrectamente, estes e muitos outros vocábulos, em todas as regiões do país.

Desconheço o autor desta recolha e dos respectivos comentários irónicos. Em Portugal existe ainda um analfabetismo considerável e uma iliteracia muito grande.

O povo, quando não conhece os vocábulos que ouve e não tem referências da sua escrita, repete por imitação fonética ou associa a algo que conhece. Estamos a precisar de um acordo ortográfico interno para melhorar os conhecimentos da Língua Portuguesa. Acrescento a forma correcta com a minha explicação, em baixo.

Alevantar

O acto de levantar mas com convicção, com o ar de 'a mim ninguém me come por parvo!... alevantei-me e fui-me embora!'.

Amandar

O acto de atirar com força: 'O guarda-redes amandou a bola para bem longe'.

Arrelampa

Local com inclinação acentuada. Ex: 'Moss, bora lá empurrar o barque aqui pla arrelampa'.

Aspergic

Medicamento português que mistura Aspegic com Aspirina.

Assentar

O acto de sentar, só que com muita força, como fosse um tijolo a cair no cimento.

Bassora

Também com a vertente 'vassoira'. Utensilio de limpeza de lixo.Normalmente tem a ajuda da 'apá' para a recolha do dito cujo.

Batoneira

Máquina que serve pra fazer betão, cimento. Ex: 'Moss, liga a batoneira'.

Capom

Porta de motor de carros que quando se fecha faz POM!

Catatumbas

Sitio pra onde se pode ir depois de morto. Ex: 'Ê cá  nã quere ir pra uma catatumba quere ir pró chão'.

Cromade

Opção que se exerce em vida pra quando se morre. Ex: 'Ê cande morrer quere ser cromade'.

Destrocar

Trocar várias vezes a mesma nota até ficarmos com a mesma.

Disvorciada

Mulher que se diz por aí que se vai divorciar.

Entropeçar

Tropeçar duas vezes seguidas.

Êros

Moeda alternativa ao Euro, adoptada por alguns portugueses.  

***************************

Alevantar - levantar.

Amandar - deveria dizer-se atirar.

Arrelampa - rampa (erro fonético).

Aspergic - aspegic (erro fonético).

Assentar - sentar-se no assento (e assentar tijolos).

Bassora - vassoura (a troca do "V" pelo "B" em muitas zonas do país e redução do ditongo "ou" pela lei do menor esforço)

Batoneira -betoneira (erro fonético).

Capom - capô - do fr. Capot - (erro fonético).

Catatumbas - catacumbas (confusão com tumba, o povo conhece o ditado popular "o que o berço dá, a tumba o leva".

Cromade - cromado (em Boliqueime, em Alcains e outros pontos do país existe esta terminação fonética).

Destrocar - Troca-se uma nota ou moeda por outras de valor menor e destrocam-se notas ou moedas por outras de valor superior.

Disvorciado/a- divorciado/a (erro fonético).

Entropeçar - tropeçar em (repetição de "em")

Êros - euros (erro fonético).

(continua)  

Joviana Benedito

Profª. aposentada do Ensino Sec. e autora