Siga-nos

Perfil

Expresso

Altos e baixos - Primeiro Caderno

De Mota Amaral a José Sócrates

João Garcia (www.expresso.pt)

Altos...

Mota Amaral, Presidente da comissão parlamentar Restringiu o uso das escutas telefónicas pelos deputados com um argumento de peso: a violação de correspondência, "escrita ou verbal", só está prevista para o combate à criminalidade grave e se autorizada por juiz. Utilizar escutas judiciais para fundamentar julgamentos políticos de um órgão político é um precedente muito perigoso.

 

...e baixos

Jerónimo de Sousa, Secretário-geral do PCP Há, seguramente, muitos portugueses com boas razões e muita vontade de censurar este Governo. A iniciativa seria válida, se não fosse extemporânea. Se o Governo tivesse caído, quem pensa o PCP que seria o próximo primeiro-ministro? Que vantagem teriam os comunistas em trocar um executivo minoritário do PS, apoiado pelo PSD, por um do PSD, apoiado pelo PS?

 

Cavaco Silva, Presidente da República Em Portugal, o casamento entre pessoas do mesmo sexo foi legalizado por o país estar em crise. Pelo menos foi esta a argumentação central de Cavaco Silva. O raciocínio é ininteligível e só pode ter sido usado com o objectivo táctico de evitar a assunção de uma atitude clara e frontal.

 

José Sócrates, Primeiro-ministro Apetece dizer: organizem-se. Decidam o que querem e expliquem-se. Mas de vez.

 

Texto publicado na edição do Expresso de 22 de Maio de 2010