Siga-nos

Perfil

Expresso

Munições

Primeiro, um pouco de taxonomia: o grindcore é um género musical resultante da fusão a alta pressão do heavy metal com o punk hardcore — a adição de partículas de thrashcore, crust punk e extreme metal é opcional —, subdividindo-se, a gosto, em goregrind, pornogrind, deathgrind e electrogrind. É perfeitamente compreensível que, mesmo um ouvido treinado, revele alguma dificuldade em identificar as subtis distinções entre os diversos ramos e tendências uma vez que, de um modo geral, consiste num vertiginoso cagarim elétrico sobre o qual são guinchados indecifráveis jatos verbais. Com uma simpática particularidade: é abençoadamente breve.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para descarregar as edições para leitura offline)