Siga-nos

Perfil

Expresso

Conhecer o segredo

“First thought, best thought” era o princípio orientador da poesia de Allen Ginsberg: dar livre curso ao pensamento “espontâneo” sem necessidade de o filtrar através de disciplinas ou formas estéticas. David Tattersall, dos Wave Pictures, prefere citar Neil Young — “The more you think, the more you stink” — e, a propósito do último álbum, “Brushes with Happiness”, acrescenta: “Gravámo-lo todo, ao vivo, numa pequena sala, durante uma noite de janeiro, até de madrugada. Escutá-lo é como estar presente numa cerimónia, conduz-nos até àquele lugar. É como ser-nos dado a conhecer um segredo que emana de um grupo de pessoas num determinado ponto, no tempo e no espaço. Imensas bandas alegam ter gravado o seu ‘Tonight’s the Night’ ou ‘Astral Weeks’, um álbum especial registado naquelas raras circunstâncias noturnas, livres de pressões, uma coleção de jams inspiradas. Na verdade, não foi isso que aconteceu. Passaram eternidades a aperfeiçoá-lo. Este nosso é autêntico. Uma improvisação genuinamente embriagada” (no original, em inglês, “a genuine shitfaced improvisation” soa bastante mais realista).

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)