Siga-nos

Perfil

Expresso

Editorial

O outro país

Quase todos os dias ouvimos dizer mal de Portugal. Melhor, quase todos os dias dizemos mal do nosso país.

As teses mais comuns baseiam-se na nossa mesquinhez, na nossa inveja, na falta de desenvolvimento, no atraso cultural e na estupidez endémica das massas.

Perante certos discursos que passam na comunicação social, sobretudo no local onde eles são mais visíveis – a televisão –, somos quase levados a crer que não temos salvação, que não há outro país além deste. Mas há. Basta procurarmos um pouco para passarmos dos exemplos de miséria aos exemplos de grandeza.

Em Guimarães, por exemplo, um rapaz necessita de medula óssea compatível para um transplante. A mãe, de 31 anos, decidiu pedir ajuda à cidade e esta respondeu-lhe: colou cartazes, falou na rádio, fez circular "mails" e mensagens de telemóvel, o clube e os bombeiros da terra colaboraram e, no dia aprazado para os dadores aparecerem, foram mais de mil a fazer fila. Foi necessário mais um dia de recolha e, sábado passado, eram mais de 1400 pessoas a querer ajudar. Algumas tinham chegado às 8 da manhã.

Encontrar um dador compatível, dizem os especialistas, é como procurar uma agulha num palheiro. Dos 10 milhões de voluntários em todo o mundo, nenhum corresponde ao perfil genético do João. Mas um vai aparecer, com certeza.

Como dizia uma dadora, operária têxtil, o que a população de Guimarães fez não se agradece. ''É um dever''.

Este é também o nosso país.

O outro país de que quase nunca se fala.

Opiniões livres

Um grupo de cidadãos não identificado tem feito correr na Internet um apelo ao boicote ao Expresso. Invoca-se que o "cartoon" publicado na última página de sábado passado (como sempre da autoria de António) ofende as convicções dos signatários.

Apesar do caso andar longe do extremo das reacções muçulmanas aos "cartoons" sobre Maomé, reafirmamos duas ideias que os nossos leitores há muito conhecem:

  1. As opiniões neste jornal são livres; sempre foram e sempre serão.
  2. As opiniões deste jornal são as que constam dos editoriais não assinados.