Siga-nos

Perfil

Expresso

Editorial

Festejos e confrontos

O Mundial de futebol anda a colocar os nervos à flor da pele a muitas tribos por esse mundo fora.

Em Nice, no sul de França, a festa portuguesa após a vitória sobre a Inglaterra acabou da pior maneira, com dois feridos portugueses alvejados a tiro por um francês que viria a ser abatido pela polícia. A imprensa francesa já fez eco de rumores sobre a performance dos jogadores da selecção portuguesa, apontando comportamentos duvidosos a raiar a violência.

A França conhece bem os portugueses. Desde os anos 60, com a grande vaga de emigração, que os franceses aprenderam a lidar com trabalhadores saídos de Portugal à procura de melhores condições de vida e que fizeram de Paris a "segunda cidade lusitana", com cerca de um milhão de portugueses, a maioria integrada na sociedade local, alguns com destaque na sociedade francesa ao nível empresarial, media, serviços, etc.

Numa época em que a crise económica afecta diversas sociedades, em que a França atravessa sérios problemas sociais e económicos, será que as paixões que o futebol desperta podem justificar eventuais choques entre comunidades que coexistem há décadas?