Siga-nos

Perfil

Expresso

O cartão amarelo a Trump

As eleições intercalares nos Estados Unidos a meio desta semana resultaram numa derrota, factual, dos republicanos e de Donald Trump. A meio do mandato presidencial, estes perderam o controlo da Câmara dos Representantes. O que significa que os pratos da balança do poder nos Estados Unidos se equilibram a favor dos democratas, que agora passam a ter outros meios para fiscalizar a atuação da Administração, avançar com propostas políticas e bloquear o trabalho do Governo de Trump em matérias sensíveis. Mas a análise das intercalares não deve ficar-se por aqui. Como escreve Miguel Monjardino, o cartão amarelo a Trump foi ainda assim mitigado: os republicanos mantêm o controlo do Senado e o Presidente entra no ciclo que vai levar às presidenciais de 2020 com o partido agregado à sua volta. Ou seja, os democratas ficam com mais poder, mas Trump pode ter ficado mais perto da reeleição.

Para ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para descarregar as edições para leitura offline)