Siga-nos

Perfil

Expresso

Os soldadinhos dão chumbo

Não há vazios de poder mas há poderes que mantêm o vazio. Rui Rio não teve tempo nem teve pressa e não sabemos bem ainda o que teve para ter tão pouco para mostrar, além de si próprio. Isso não faz dele nem mau nem bom líder político, porque dificilmente faz dele um líder político. É um homem que aguarda o seu tempo, se o tempo aguardar por ele. Rio não desespera, espera; não surpreende, é surpreendido. E como não inspira outros, outros conspiram contra ele. Todos os dias, de manhã à noite, os grupos de WhatsApp do PSD são a vozearia de uma corte sem rei na sala. Ele não se rala, ele detesta a corte tanto quanto a corte o detesta a ele, mas o seu problema não é não ser da corte, é não ser rei.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)