Siga-nos

Perfil

Expresso

As sobrancelhas salvaram-nos da extinção

De todos os modismos femininos, um dos do que me fascinam tem que ver com o modo como a pilosidade corporal vai e vem com uma sazonalidade ainda por determinar. Não é como a folha da árvore e o outono. No ano passado o “movimento monocelha” (unibrow) esteve no seu auge na página de revista “Chic”. Algumas mulheres, depois de terem reivindicado o seu direito aos pelos nos sovacos e por todo o sul anatómico, instigavam as irmãs a não mais tocar nas sobrancelhas e deixar a horta capilar supraorbital ao deus-dará. Um naturalismo Frida Kahlo global. Acontece que são sempre modelos supergiras a liderar estes movimentos. Daquelas que ficam bem de qualquer maneira. Este ano a coisa — pelo que percebo — saiu para o mercado com a versão aceitável, que é o preenchimento das sobrancelhas.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. Pode usar a app do Expresso - iOS e Android - para descarregar as edições para leitura offline)