Siga-nos

Perfil

Expresso

A banda dos Ciga-Miga

Era uma vez uma cigarra e uma formiga. Como na fábula de La Fontaine, a história sempre se repetia no fim de cada estio. A cigarra sempre pedia ajuda às formigas do quintal ou dos quintais vizinhos que sempre lhe dispensavam algumas migalhas com que ela matava a fome nas longas noites de inverno. Certo ano, porém, veio uma terrível crise que abalou não só a confiança das formigas quanto à capacidade da cigarra de devolver o que devia como tornou insuficiente a acumulação estival das formigas para as suas próprias necessidades invernias. Muito assustada, a cigarra desatou também a amealhar, cantando menos. A formiga, espantada, elogiou a cigarra na sua azáfama formigal... — Muito bem, senhora cigarra. Gosto muito de a ver com preocupações futuras.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para descarregar as edições para leitura offline)