Siga-nos

Perfil

Expresso

1%

Eu sou boa pessoa a 99%, exceto naquele 1%”. Segundo Kathryn Mayorga, terá sido assim que Cristiano Ronaldo mostrou algum arrependimento após a alegada violação. Devemos deixar este 1% para a justiça americana, mas não podemos largar o 1% enquanto metáfora dos tempos. Cristiano Ronaldo é um distinto membro do 1%, a elite global e globalizada que vive literalmente acima do bem e do mal numa espécie de nuvem apátrida que fura jurisdições e códigos morais. Esta amoralidade alavancada por uma riqueza que se esconde nos fluxos e feixes da globalização é uma das causas da revolta popular e populista em curso.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)