Siga-nos

Perfil

Expresso

Banda sonora do fim

O único defeito de “O Caçador” é a ausência de Bruce Spring­steen na banda sonora. O filme de Cimino remete para o universo do Boss: a classe operária que, votando ou não à esquerda, é visceralmente conservadora. Estamos a falar dos homens e mulheres que dão tudo pela família, pelo bairro, pela pátria; estamos a falar dos rapazes que assumiam as suas responsabilidades quando engravidavam uma rapariga: iam buscar o cartão do sindicato e punham comida na mesa. Nasci e cresci neste mundo. Ao ler a autobiografia de Springsteen, “Born to Run” (publicado em Portugal pela Elsinore), senti a mágoa que sinto hoje quando regresso ao bairro: o meu mundo ruiu, aliás, está a ruir à nossa frente, à frente da indiferença ou ódio aberto das elites libertárias de esquerda e de direita.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)