Siga-nos

Perfil

Expresso

Altos e baixos - Economia

De Vasco de Mello a Abel Pinheiro

Vasco de Mello e José Penedos em Alta; Adão da Fonseca e Abel Pinheiro em Baixa. 

Em Alta...

Vasco de Mello, Presidente da Brisa

A Brisa ansiava ter autorização para criar uma sociedade-veículo para a qual pudesse transferir o contrato da sua concessão principal. Essa autorização foi concedida esta semana pelo Governo, o que lhe permite segmentar os seus negócios, dando-lhe maior capacidade de endividamento. Ao mesmo tempo, o prazo da concessão foi alargado em três anos, para 2035.

 

José Penedos, Presidente da REN

A REN vai entregar aos seus accionistas 70% dos seus resultados sob a forma de dividendos, segundo o 'Jornal de Negócios', o que faz dela uma das empresas mais generosas da Bolsa portuguesa, até porque esta percentagem foi aumentada de 60% para 70%. E o aumento da remuneração dos novos investimentos em activos de transporte de energia abre-lhe a possibilidade de antecipar para os próximos três anos a maior parte dos investimentos de €1,4 mil milhões, que estavam previstos até 2014.

...Em Baixa

Adão da Fonseca, Presidente do BPP

A ira está a ser canalizada para o anterior presidente do BPP, João Rendeiro, a quem já chamam de 'Madoff português', mas é sobre Adão da Fonseca que tem recaído toda a pressão. O banco tem sido diariamente alvo de queixas de clientes, o que dificulta a tarefa de recuperar um banco que caiu no descrédito. É uma época pouco festiva para o novo presidente do banco.

 

Abel Pinheiro, Presidente da Grão-Pará

Pode vir a ser obrigado a lançar uma oferta pública de aquisição (OPA) sobre a Grão-Pará. A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários está a analisar até que ponto a procuração que lhe foi passada por Fernanda Pires da Silva resulta na imputação dos seus direitos de voto. Se assim for, Abel Pinheiro passa a ter 60,97% da empresa, ultrapassando os limites de lançamento de OPA.

Pedro Lima