Siga-nos

Perfil

Expresso

Martim Silva Diretor-Executivo

Trump insiste no discurso anti-imigração... e quer muito o Muro

9 de Janeiro de 2019

Bom dia,
este é o nono dia deste ano de 2019 e este é o seu Expresso Curto.

Destaco dois temas: a assinatura do contrato para o novo aeroporto no Montijo, e as obras no Humberto Delgado, com todas as implicações que tem e polémicas que trás associadas.
E o discurso de Donald Trump aos norte-americanos, e ao mundo, na tentativa de pressionar o congresso para obter o dinheiro necessário par aa construção do muro na fronteira com o México.

E começo exatamente por este último.
Em pleno primetime televisivo, e falando ao país pela primeira vez de forma solene a partir da Sala Oval da Casa Branca, Donald Trump insistiu na necessidade de conseguir do parlamento as verbas necessárias para a construção do seu prometido muro (o assunto, recorde-se, está na origem do shutdown - encerramento - dos serviços do governo federal, que já vai no 18º dia).

Trump chegou mesmo a argumentar com a existência de uma "crise humanitária", para defender a construção do muro de dois mil quilómetros que prometeu na campanha. De qualquer forma, e ao contrário do que chegou a ser anunciado, não avançou para uma espécie de estado de emergência, que lhe permitiria contornar o bloqueio para a obtenção das verbas para a construção do muro.

O discurso de Trump, em que este procurou responsabilizar a oposição pelo que está a acontecer, foi imediatamente rebatido pelos líderes Democratas do Senado e Câmara dos Representantes. Chuck Shumer veio de imediato dizer que não se pode governar por "birras"

O New York Times apresenta um excelente trabalho em que é analisado à lupa o que o presidente norte-americano disse e a sua adesão à realidade. O que é verdadeiro, o que é falso, o que é enganador, o que necessita de contexto...
Por exemplo: é verdade, tal como acusa Trump, que os Democratas se recusam a dar mais verbas para o controlo de fronteiras?

Deste lado do Atlântico, o Le Monde destaca o tom mais solene do que o habitual do presidente Trump, na análise à sua intervenção.
O Guardian realça que o discurso do presidente dos EUA vem inflamar o discurso anti-imigração.

Finalmente, e para os que tenham interesse em aprofundar o tema "shutdown" de um quarto do efetivo do governo federal, e que se chegar ao final da semana será o mais longo da história, pode ler este trabalho aqui.


AEROPORTO
A discussão sobre o novo aeroporto de Lisboa tem anos. Muitos anos. Décadas mesmo. Ontem, teve um momento decisivo, com a assinatura do acordo para ampliação do Humberto Delgado e construção de um novo aeroporto na base militar do Montijo.

O tema, claro está, é polémico.

Aqui pode começar, caso não o tenha feito, por ver o vídeo de apresentação da nova estrutura. Aqui explica-se l qual é "A história de um aeroporto que esteve para ficar em 17 sítios diferentes". Novo aeroporto pode criar 5000 empregos na fase de construção e alavancar dez a 20 mil empregos diretos e indiretos na fase de exploração, tendo um impacto igual ao superior ao da Autoeuropa na península de Setúbal.

No total, o novo aeroporto no Montijo prevê um investimento global de 1747 milhões de euros.

Já as obras no lotado Humberto Delgadodevem começar no final deste ano, anunciou o presidente da Vinci, a dona da ANA.

Neste trabalho do Observador, feito em perguntas e respostas, procura-se perceber por exemplo se o contrato que foi ontem assinado, e a decisão anunciada, são ou não irreversíveis.

Aqui, Santana Lopes questiona o momento escolhido pelo Governo para avançar com esta obra.

OUTRAS NOTÍCIAS
Cá dentro,

Rio e Cristas pressionam Costa com alternativas à Lei de Bases da Saúde. PSD e CDS apresentaram as suas propostas de revisão da Lei de Bases da Saúde e há pontos de contacto com o projeto apresentado pelo Governo, apesar de darem mais realce ao papelo dos privados. Socialistas terão de decidir se salvam o diploma à esquerda ou à direita.

Professores, direita e Marcelo, eis os três temas deste episódio da Comissão Política, o podcast de política do Expresso, para ouvir AQUI.

Manuela Ferreira Leite mostra-se muito crítica do encontro das 'direitas' que vai realizar-se amanhã e sexta-feira.

Portugal não assistirá à tomada de posse do Presidente da Venezuela. O ministro dos Negócios Estrangeiros tornou público que Portugal não se fará representar na cerimónia oficial, que decorre esta quinta-feira. Há amizades que não duram para sempre.

MNE aconselha “prudência” a portugueses que viajem para a região brasileira do Ceará. Estado do Ceará tem sido palco de vários ataques que já levaram ao envio de vários reforços policiais para a região

Advogados de Mexia e Pinho combinaram estratégia perante o Ministério Público. Em julho os advogados João Medeiros e Ricardo Sá Fernandes concertaram uma posição comum para evitar incongruências entre a argumentação da EDP e a de Manuel Pinho junto dos procuradores do DCIAP. É o que consta de um e-mail que Medeiros enviou nessa data, 3 de julho, a Sá Fernandes, e que faz parte de um lote de documentos da sociedade de advogados PLMJ recentemente descarregados no blogue “Mercado de Benfica”, a mesma plataforma que tem divulgado documentação e correspondência de responsáveis da sociedade anónima desportiva (SAD) do Benfica.

A equipa de direcção da Polícia Judiciária já está completa, com o recrutamento de um elemento do DCIAP.

Tribunal de Contas põe o dedo na ferida: Saúde e Proteção Social vão precisar de mais dinheiro

O tema fez manchete da edição do Expresso no último sábado e continua a ter desenvolvimentos. Transparência Internacional escreve ao Governo pedindo que não pressione OCDE sobre corrupção. João Paulo Batalha, presidente da associação Transparência e Integridade, diz ao Expresso que o “arrufo do Governo com a OCDE é mais próprio de regimes autoritários do que de democracia aberta” e pede um debate alargado sobre o tema.

O Governo voltou a adiar as novas regras para as empresas enviarem ao Fisco a sua informação contabilística.

Este ano, uma em cada cinco câmaras municipais vai alterar o valor do IMI cobrado e neste trabalho do Negócios é explicado o que vai acontecer em cada autarquia.

André Silva, do PAN, quer que a venda de canábis para fins recreativos possa ser feita em farmácias.

Está frio, está mesmo muito frio por estes dias. Ainda assim, a gripe está mais moderada do que na época passada. Atividade gripal na época 2018/2019 está muito abaixo da registada no período anterior, quando o pico de infeções se registou durante o mês de dezembro de 2017. Na época a decorrer, foi no passado fim de semana que, até agora, os portugueses mais telefonaram para a Saúde 24

No Desporto, Pepe voltou ao FC Porto depois de 11 anos. Rui Vitória ruma à Arábia Saudita (o seu destino continua a cruzar-se com o de Jorge Jesus). E a melhor atleta europeia de dezembro é portuguesa.

Lá fora,
Banco Mundial revê em baixa crescimento da zona euro para 2019. Estimativas apresentadas esta terça-feira apontam para que a economia da zona euro tenha crescido 1,9% em 2018 e que progrida 1,6% este ano.

Brexit. Lei do orçamento alterada por deputados contra saída sem acordo. Emenda à legislação foi promovida pela deputada trabalhista Yvette Cooper e pela conservadora Nicky Morgan, e contou com o apoio de parlamentares de vários partidos.

O produtor cinematográfico Harvey Weinstein vai começar a ser julgado pelos cinco crimes sexuais de que é acusado no próximo dia 6 de maio, em Nova Iorque.

Itália. Salvini insiste na recusa em acolher imigrantes bloqueados no Mediterrâneo

Iémen. Quatro anos de guerra, um acordo de cessar-fogo, mas Hodeida ainda não é livre. O prazo para a retirada dos combatentes houthis da cidade e do porto de Hodeida, no Iémen, por onde passa grande parte das importações e da assistência ao Iémen, terminava esta terça-feira mas eles continuam lá

Julian Assange não colaborou com a Rússia, não cheira mal, não dorme num armário... De que se trata? A organização fundada pelo australiano que se encontra refugiado numa embaixada enviou aos media uma lista de "falsidades" que eles não devem repetir.

Governo de Bolsonaro confirma saída do Brasil do pacto de migração da ONU. O documento, que a BBC News Brasil teve acesso, refere que o Brasil não deverá "participar em qualquer atividade relacionada com o pacto ou a sua implementação".

Resgatados no México dois irmãos raptados por uma seita judaica ultraortodoxa.

A missão da NASA que anda em busca de novos planetas fora do sistema solar já descobriu três planetas e seis supernovas.

FRASES
"Duvido que Miguel Macedo se queira meter outra vez na política. É pena, porque era (é) um ótimo quadro. E vai ter trabalho em meter-se na advocacia a sério e com o retorno a que já esteve habituado", Ricardo Costa, no Expresso Diário, sobre o desfecho do caso dos Vistos Gold

"A guerra de audiências é uma guerra de audiências. Assim, o crime maior de Goucha foi ter feito uma escolha patética, tendo evidenciado que, nesta guerra, não há limites. Banalizar um criminoso em nome de uma estratégia publicitária é vergonhoso", Francisco Louçã, no Expresso Diário

"Sérgio Figueiredo está-se nas tintas para a censura política do Presidente. Já um telefonema que põe a concorrência no meio desta polémica incomoda-o bastante", Daniel Oliveira, Expresso Diário

O QUE ANDO A LER
Neste início de ano, regresso a um dos nomes grandes da literatura inglesa, com "Autor, Autor", de David Lodge, a biografia romanceada de Henry James.
No Expresso, e mesmo estando já a meio da semana, regresso a alguns dos temas principais da Revista do último sábado. Como a entrevista a Jonathan Littell, o autor das "Benevolentes" que agora regressou com um novo romance. Ou a reportagem com a equipa que no Hospital Amadora Sintra cuida dos bebés que nascem prematuros.

Tenha boas leituras. E um excelente dia. Agasalhado.

Partilhe esta edição