Siga-nos

Perfil

Expresso

Miguel Cadete Diretor-Adjunto

Benfica sem Vitória, Expresso sem plástico

4 de Janeiro de 2019

Não foram os professores, os enfermeiros, guardas prisionais, os juízes, estivadores, trabalhadores dos hipermercados, funcionários da CP ou do Metro

Esses continuam na luta como demonstram as declarações do ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, que face ao imortal sindicalista da Fenprof, Mário Nogueira, ainda ontem disse que “o Governo voltará às negociações de forma responsável, sempre com transparência, e com a boa-fé negocial”.

Não! O primeiro a cair neste Ano da Graça de 2019 foi Rui Carlos Pinho da Vitória, treinador do Benfica, que ontem à noite, em comunicado enviado à CMVM, conheceu o fel da derrota ao ver o seu contrato de trabalho desportivo rescindido “com efeitos imediatos”. Relembre-se que, na quarta-feira, o clube da Luz havia perdido com o Portimonense, mercê de dois golos na própria baliza dos seus defesas centrais.

Ontem, com a vitória do FC Porto frente ao Desportivo das Aves, mesmo que por um sofrível 1-0, o Benfica ficou, à 15ª jornada, a sete pontos de distância da equipa treinada por Sérgio Conceição. Esta época já sofreu tantas derrotas quantas as da temporada passada. Por seu lado, o Sportingsem Bruno Fernandes – dominou mas não destroçou o Belenenses. Venceu por uns também sofríveis 2-1 e subiu ao 2º lugar da classificação da Liga, a cinco pontos do FC Porto.

Rui Vitória conheceu o travo amargo da derrocada final, após três épocas e meia à frente do Benfica. Foram 180 jogos que levaram a 123 vitórias, 27 empates e 30 derrotas. Ou seja, duas Ligas, duas Supertaças, uma Taça de Portugal e uma Taça da Liga. Uma carreira que pode ser revista na longa entrevista publicada no Expresso em 2015: “Às vezes temos de fingir”.

Bruno Lage, 42 anos, treinador da equipa B do Benfica, assumirá o comando da equipa principal, já no próximo jogo frente ao Rio Ave. Até quando? As redes sociais e os comentadores televisivos inflamaram-se, na noite de ontem, com as possibilidades de sucessores de Rui Vitória: Jorge Jesus? Vítor Pereira? Até o nome de José Mourinho é sonhado.

A luz que o Presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, tinha visto após o jogo com o Bayern de Munique, apagou-se ontem à noite. Rui Vitória, que tinha contrato até 2021, receberá o seu salário até encontrar um novo clube.

Já Mário Nogueira, do sindicato dos professores, deu 15 dias ao Governo para negociar o descongelamento das carreiras mas Mário Centeno, ministro das Finanças, refreia as expectativas quanto à progressão das carreiras. A luta endurece, lê-se na manchete da edição de hoje do “Correio da Manhã”.

OUTRAS NOTÍCIAS

Armando Vara ainda não foi preso.
Mandato de condução para o estabelecimento prisional de Évora, onde o ex-ministro socialista deve cumprir cinco anos de prisão, ainda não foi emitido.

Francisco Assis também não vai aos Estados Gerais do centro-direita. Depois da não confirmação de António José Seguro, também o eurodeputado do PS revelou que não iria estar presente na Culturgest a 10 e 11 de janeiro já depois de ter aceite o convite. Entre os nomes confirmados na iniciativa organizada pelo MEL (Movimento Europa e Liberdade) contam-se Assunção Cristas, Adolfo Mesquita Nunes e João Gonçalves Pereira (todos do CDS), Luís Montenegro, Miguel Morgado, Pedro Duarte e Miguel Pinto Luz (todos do PSD e críticos de Rui Rio), Pedro Santana Lopes e Luís Marques Mendes. Rui Rio é outro grande ausente.

Juiz Carlos Alexandre não é candidato às europeias. Apesar de convidado pelo movimento Nós, Cidadãos! Para integrar as suas listas para as eleições ao Parlamento Europeu, Carlos Alexandre anunciou que não equaciona qualquer carreira política.

PS insiste em limitar alojamento local. Nova proposta dos socialistas exige que alojamento local em prédios de habitação obtenha uma “autorização específica” a ser concedida pelas autarquias, lê-se no “Diário de Notícias”.

ERC investiga racismo em programa de Manuel Luís Goucha. A reguladora da comunicação social recebeu várias queixas devido à presença de Mário Machado, condenado por crimes de ódio racial, num programa da TVI, “Você na TV”. Na ocasião, Mário Machado defendeu o surgimento de um novo Salazar, noticia o “Público”.

Elizabeth Warren é candidata a Presidente dos EUA. A senadora do Massachusetts anunciou a sua candidatura às eleições de 2020, do lado dos democratas. Warren é considerada uma feroz opositora do capitalismo selvagem.

Nacy Pelosi lidera a nova Câmara dos Representantes. Desde ontem que Pelosi é a nova líder da câmara baixa dos EUA, onde os democratas são maioritários e a partir da qual pretendem organizar a oposição à segunda metade do mandato de Donald Trump. Em entrevista à NBC avisou que “não haverá dinheiro para o muro” . O Presidente convidou entretanto os membros do Congresso para negociações na Casa Branca no sentido de desbloquear o shutdown parcial em curso a terem lugar hoje.

Espanha recupera níveis de emprego de 2007. O forte crescimento do emprego no país vizinho fez subir a fasquia da população ativa até aos 19 milhões, valor que se registou há onze anos. Em 2018, foram criados mais 563 mil postos de trabalho. Construção, saúde e educação são os sectores que mais contribuíram para esta subida.

Governo de França regista os mais baixos índices de popularidade. O Presidente de França poderá ter que fazer uma remodelação nos próximos dias. Numa sondagem hoje publicada pelo “Le Figaro”, todos os ministros do Executivo têm uma popularidade negativa à exceção do ministro da Europa e dos Negócios Estrangeiros, Jean-Yves Le Drian.

A maioria dos Conservadores britânicos prefere uma saída desordenada da União Europeia. 57% dos membros do Partido Conservador preferem uma saída da União Europeia sem acordo à negociação proposta pela sua líder Theresa May. A mesma sondagem mostra que 76% escolheriam a saída desordenada à permanência na Europa.

A maratona de Pedro Abrunhosa. O músico deu um concerto com mais de quatro horas e meia de duração, nas festividades da passagem de ano, na Avenida dos Aliados, no Porto. Tudo sobre o espectáculo que provavelmente foi o mais longo de sempre em Portugal

Louvre bateu o recorde mundial de visitantes. Pela primeira vez na história, em 2018, o número de visitas ultrapassou os dez milhões. Valor máximo sucede após quedas em 2015 e 2016 devido aos atentados terroristas. O “El País” explica como se reverteu a queda até chegar a um novo recorde. Delacroix e Beyoncé foram a solução.



FRASES

“Tenho as oportunidades que tenho porque nasci em Portugal”. Joana Carneiro, maestrina, em entrevista ao “Jornal de Negócios”

“A semana das 35 horas é uma raridade na UE e no mundo, sendo claramente um luxo de país rico, com atividades muito concentradas nos serviços”. Pedro Ferraz da Costa, líder do Forum da Competitividade

“Se Jesus vier cá de férias dou-lhe um abraço, se vier trabalhar também”. Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, após o jogo com o Desportivo das Aves

“O casamento de pessoas do mesmo sexo tem evoluído 20% a 25%. São pessoas com poder de compra e muito exigentes”. Diretor da ExpoNoivos, no jornal “i”, na abertura do certame

“Precisamos de um novo Salazar?”. Questão colocada nas redes sociais e no programa da TVI de Manuel Luís Goucha



O QUE ANDO A LER E A VER


Amanhã tem lugar o fim de uma era. Após 26 anos, o Expresso deixa de ser embalado num saco de plástico. A misteriosa história do saco de plástico – sua génese e desenvolvimento até aos dias de hoje – já foi contada por Henrique Monteiro em artigo publicado na Revista do Expresso de sábado.

Pelo que, a partir de amanhã tudo será diverso. Por motivos de sustentabilidade e ecologia, o saco passará a ser em papel. E será mais bonito. A embalar todos os cadernos do Expresso (e mais alguns) da próxima edição estará o desenho “Peggy Lee” de uma das mais conceituadas artistas portuguesas, Joana Vasconcelos.

Vasconcelos, que bateu recordes em exposições em Versalhes ou no Palácio da Ajuda, terá a sua obra exposta no próximo mês em Serralves. O seu atelier, sabemos, é uma enorme máquina de construir sonhos, como se revela na visita guiada que propomos na Revista do Expresso que amanhã chega às bancas, em texto assinado por Ana Soromenho.

Porque há coisas que ficam melhor em papel.

Tenha um bom dia!

Siga toda a informação atualizada em permanência no Expresso online, no Vida Extra, BLITZ e Tribuna.

Partilhe esta edição